I was born in March 02, 1976, São Paulo, Brasil (Brazil).

Older than 3 brothers.

 

At the age of 13, taking classes with Master Percio Sapia in CLAM, Zimbo Trio's Music School.

At 16, in 1992, I joined the progressive rock trio "Turtles Sharks & Beavers" with

Flavio Marchesin (vocals, keyboards, bass) and Eduardo Tibira (guitar, backing vocals).

 

In 1997, i was part of the percussion session of the Scottish Link Pipe Band, an authentic Scottish bagpipe band here in Brazil, created by the bagpiper

Cristiano Taborda Bicudo

We participated in the Scottish bagpipe world festival In Glasgow, and took 36th place in the 4th division.

In other words: a true "success" (IoI).

Between the end of 1999 and 2002, I joined the Brazilian psychedelic rock band FREAK, alongside guitarist Paulo Penov, vocalist/lyricist Eliseu Paranhos and bassist Cristiano Miano. In this period we composed the songs of what would become the opera rock 'Freak', which became a CD only in 2015.

Between 2002 and 2004, i moved away from music. I lost my father, got married, had my first child, went to study drawing and tried to work in other areas. I was pretty lost.

I played drums from time to time at my mother's house, just to keep in mind. Disengaged from the music.

At most, I would, one day, teach my children to play, if they wanted to.

But in July 2004, through the pianist Ari Giorgi, I met Tito Martino and joined to his group. Tito was my great Jazz teacher. He taught me things about Jazz roots that we don't learn with the 'mainstream' teachers or music schools. Also, Mr Aluísio Monteiro was too another important professor to my grow up as adrummer.

Between December 2012, and October 2013, i produced and released the Cd 'Pioneiros do Jazz Paulistano' with great names of traditional jazz in Brazil, such as Tito Martino, Hector Costita, André Busic and Carlos Lima.

An album very well received by critics and public.

My composition albums are a very different work from Trad Jazz.

In them, I look for progressive and contemplative sounds mixing a rhythmic influence of 1930s with some concepts from my rock idols Neil Peart,

Bill Bruford, Carl Palmer and Casey Scheuerell* (*in the Jean-Luc Ponty years).

Since 2004, I've become an intense researcher of the rhythmic language of Jazz's roots. 

In October 2020, I released the online drum course

VINTAGE DRUMMING , a very complete material with E.book, videos, links and bonus material.

In the beginning of 2021, I wrote  'Jazz Pulse', a drum PDF focused on the pulsation and counting of the old swing jazz drumming.

I am also an illustrator of critical drawings about our existential conduct.

Thanks for reading,

Billy

================================================

 

Nasci em 02 de março de 1976, São Paulo, Brasil (Brasil).

Mais velho de 3 irmãos.

 

Aos 13 anos, fiz aulas com o Mestre Percio Sapia na CLAM, Escola de

Música do Zimbo Trio.

Em 1992, entrei para o trio de rock progressivo TURTLES, SHARKS & BEAVERS com  Flavio Marchesin (voz, teclado, baixo) e Eduardo Tibira (guitarra, backing vocals)

Em 1997, participei da sessão de percussão da Scottish Link Pipe Band, autêntica banda de gaita de foles escocesa aqui do Brasil, criada pelo gaiteiro

Cristiano Taborda Bicudo.

Fomos entrevistados no Programa Jô Soares Onze e Meia e também  fomos ao festival mundial de bandas de gaita de foles escocesas em Glasgow, conquistando o 36º lugar da 4ª divisão.

Um verdadeiro ""sucesso""!!! (rs)

 

Entre o final de 1999 e 2002, fundei, junto do guitarrista Paulo Penov e do vocalista/letrista Eliseu Paranhos, a banda de rock psicodélico FREAK.

Nesse período compusemos as canções do que viria a ser a Ópera Rock 'Freak', que virou CD apenas em 2015.

 

Entre 2002 e 2004, afastei-me da música. Perdi meu pai, tive meu primeiro filho, fui estudar desenho e tentei trabalhar em outras áreas. Eu estava muito perdido. Tocava bateria de vez em quando na casa da minha mãe, só para lembrar. Desligado da música. No máximo, um dia, ensinaria meus filhos, se quisessem.

 

Mas em julho de 2004, através do pianista Ari Giorgi, conheci Tito Martino 

e me juntei ao seu grupo.

Tito foi meu grande professor de Jazz, me ensinando a linguagem, o balanço,  a história e gravações raras sobre as RAÍZES que, infelizmente, não se ensina por aí.

Seu Aluísio Monteiro foi outro professor muito importante para o meu crescimento como baterista.

Entre dezembro de 2012 e outubro de 2013, produzi o Cd

PIONEIROS DO JAZZ PAULISTANO com grandes nomes do jazz tradicional brasileiro, como Tito Martino, Hector Costita, André Busic e Carlos Lima.

Disco muito bem recebido pela crítica e público.

Meus álbuns autorais são trabalhos bem diferentes do Jazz Tradicional.

Neles, busco sonoridades progressivas e contemplativas misturando elementos rítmicaos da bateria dos anos 1930 com influências de meus ídolos do rock (Neil Peart, Bill Bruford, Carl Palmer e Casey Scheuerell* (*na fase Jean-Luc Ponty).  

Os álbuns Metalodrum; Meu SomMúsica Artesanal; Música Efêmera; 

Le Voyage Jam Session e Entre O Céu E A Terra e principalmente Trilha Sonora são alguns deles.

Destaco também o álbum 'Space Jazz', que me levou a ser citado entre os 10 'instrumentistas brasileiros de destaque' do ano de 2015 pelo site

Melhores Da Música Brasileira.

Fiquei muito lisonjeado, claro, mas sem falsa modéstia, acho que não merecia.

 

Desde 2004, me tornei um intenso pesquisador sobre as  raízes da bateria

do Jazz. 

E em Outubro de 2020, lancei o curso de bateria online 

VINTAGE DRUMMING , que acredito ser hoje, tranquilamente, um dos materiais mais completos da atualidade sobre o estilo.

Em 2021, criei o PDF Jazz Pulse para download gratuito, focado na pulsação, timming e balanço.

Também sou ilustrador de desenhos críticos sobre nossa conduta existencial.

  

Obrigado por ler até aqui,

 

Billy

download.jpg
  • Spotify - Círculo Branco
  • iTunes - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Bandcamp - Círculo Branco
  • Branca Ícone Instagram