Nasci em 02 de 76, São Paulo, capital.

Mais velho de 3 irmãos. 

Na 4a série ganhei o apelido "Billy" de um amigo de infância, que achava meu nome, Frederico, engraçado.

Comecei a tocar bateria aos 13 anos, tendo aulas com o Mestre  Percio Sapia, no CLAM.  

A partir dos 15, segui estudando sozinho. Aos 16, em 1992, integrei o trio de rock progressivo "Turtles Sharks & Beavers" com Flavio Marchesin (vocal, teclados, baixo) e Eduardo Tibira (guitarra, backing vocals).

Eram composições próprias, influênciadas por bandas como Rush, Yes, Emerson Lake & Palmer, King Crimson, Primus, dentre outras.

Um som muito criativo e ousado.

Em 1997, fiz parte da sessão de percussão da Scottish Link Pipe Band, uma autêntica banda de gaitas-de-fole escocesa, criada pelo gaiteiro Cristiano Bicudo. Nesta banda participamos do festival mundial de bandas de gaita de foles escocesas (acredite !), em Glasgow, e pegamos 36o lugar de colocação, na 4a divisão. Ou seja, fomos um verdadeiro "sucesso"(rs).

Em 1999, o "Turtles" acabou e formei junto de Eliseu Paranhos (vocal,letras), Paulo Penov (guitarra) e Cristiano Miano (baixo) o grupo Freak, que tinha uma proposta rock'n'roll psicodélica, com letras em português, inspirada em bandas como Secos & Molhados e Jane's Addiction. A banda durou apenas 2 anos, e houveram ótimas composições que levaram a nos juntarmos brevemente em 2015 para gravar um Cd, a ópera rock, 'FREAK' . Um trabalho conceitual bastante criativo, mas sem o mesmo vigor de antes. 

Entre 2002 até 2004, me afastei um pouco da música.  Perdi meu pai, casei, tive meu primeiro filho, fui estudar desenho e tentei trabalhar em outras áreas. Estava bem perdido. Tocava bateria de vez em quando na casa de minha mãe, só para não esquecer. Tinha desencanado da música. No máximo, iria, um dia, ensinar meus filhos a tocar, se quisessem.

Mas em julho de 2004, através do pianista Ari Giorgi, conheci

Tito Martino e entrei para seu grupo, desde então.

Tito foi meu grande professor de Jazz. Me ensinou coisas sobre o Jazz (assim como filosofia, ovnis, etc) que não se aprende por aí.

Tivemos grandes momentos no palco, como no Festival de Jazz de Cantanhêde em Portugal, no show com o famoso guitarrista norte-americano, John Pizzarelli em 2011, dentre outros muitos.

Aliás, tive 6 grandes professores na música:

Minha Mãe, Tito Martino, Ari Giorgi, Percio Sapia, Wilson Gomes e Seu Aloísio Monteiro.

Este último, Seu Aloísio, no início de 2012, me instigou a ampliar meu conhecimento musical de uma forma que aprimorou meu jeito de tocar para sempre.

Lhe serei eternamente grato, meu Amigo.

Em dezembro de 2012, comecei a produzir o Cd 'Pioneiros do Jazz Paulistano', que contou com a participação de grandes nomes do jazz tradicional do Brasil, como Tito Martino, Hector Costita e André Busic.

Foi um disco muito bem recebido pela crítica e público.

A partir de 2014, foquei pra valer em trabalhos de composição instrumental.

Destaque para o album Metalodrum de abril de 2014, feito apenas com bateria, metalofone e um pouco de sintetizador.

Em 2015, pelo site Melhores Instrumentistas da Música Brasileira 2015 , fui mencionado entre os 10 destaques do ano, pela atuação no meu outro álbum, Space Jazz.

Em 2017 fiz o vídeo Vintage Drumming (disponível no Youtube), abordando um pouco da linguagem da bateria do jazz de raiz.

Desde que conheci Tito Martino, me tornei um amante e estudioso da bateria do Jazz Antigo

Mas, ao mesmo tempo em que reverencio o passado, também olho para o futuro, buscando misturar ambos em minhas

composições,

Meu trabalho autoral mais recente é o 'Música Efêmera', gravado no segundo semestre de  2019.

Neste momento de 2020, está sendo gravado 'Música Efêmera 2'.

Espero que gostem.

Grande Abraço,

Billy

===================================================

 

PRINCIPAIS INFLUÊNCIAS:

Jazz:

Baby Dodds, Gene Krupa, Zutty Singleton, Ray Bauduc, Papa Jo Jones, Sidney Catlett, Shelly Manne, Vernel Fournier,  Buddy Rich, Tony Sbarbaro, Paul Barbarin, Daniel Humair, Joe Morello, Ed Thigpen, Jimmy Cobb,  Sonny Carr, Tony Oxley, Sam Woodyard, Joe Watkins, Earl Watkins,

Sonny Greer, Cozy Cole, Dave Tough, Louis Bellson, Lionel Hampton...

 

Brasileiros:

Édison Machado, Milton Banana, Dom Um Romão, Wilson das Neves, Rubens Barsotti, Airto, Arismar do Espírito Santo, Percio Sapia,

Paulinho de Lima, Wellington Moreira Pimpa, Edu Ribeiro...

 

Rock:

Neil Peart, Carl Palmer, Bill Bruford, Alan White, Ian Paice, Casey Scheuerell, Billy Cobham, Keith Moon, John Bonham, Johnny Rabb, Stewart Copeland....

=============================================

 

89370597_198038454626416_807882933483759
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now